Parabéns equipe de limpeza urbana de Quatro Barras

30 out

Elogiar é bom e valoriza. Voltei na 2ª feira da sessão plenária, caminhando do centro de QB para o bairro Itapira. Fiquei maravilhada de observar as ruas limpas e calçadas tbm…em alguns lugares flores vísiveis e bem cuidadas…..um horário gostoso para caminhada, onde temos a calma de avaliar oq existe de bom em nossa cidade. PARABÉNS equipe da prefeitura da área de limpeza urbana. Assalariados com baixa remuneração, trabalhando neste sol escaldante, porém cumprindo com louvor a profissão.

100_8801

Av. Dom Pedro II, no início da noite. Limpinha e bem cuidada. Graças ao bom e eficiente trabalho da equipe de Limpeza Urbana da prefeitura. Parabéns!

100_8798

Av. Dom Pedro II, no início da noite. Limpinha e bem cuidada. Graças ao bom e eficiente trabalho da equipe de Limpeza Urbana da prefeitura. Parabéns!

100_8799

Dá gosto e vontade de caminhar em calçadas e ruas bem cuidadas….. zelo e limpeza….. equipe eficiente da Limpeza Urbana.

100_8800

MP investiga servidores Públicos da prefeitura de QBarras utilizados para fazer segurança na fazenda do prefeito

16 out

MP2

Os agentes que trabalharam e trabalham no local foram chamados para depor no Ministério Público, foi aberto inquérito e publicado a ação . O Promotor Wagner Z. Vargas acatou a denúncia da jornalista Cristiane Fortes protocolada em 17 de janeiro de 2014.

Acompanhe a denúncia:

denúncia agentes na fazenda

Operação Renault do Brasil em QBarras é investigada pelo Ministério Público

16 out

 Com embasamento nas denúncias protocoladas pela jornalista Cristiane Fortes, o Promotor de Justiça, Wagner Z. Vargas abriu inquérito Civil para apurar se houve irregularidades no processo. 

Vereadores estão sendo intimados para depor. Existe a suspeita da Câmara de Quatro Barras ter sido conivente com as supostas irregularidades já observadas.

MP1

 CONTESTAÇÃO da Jornalista Cristiane Fortes quanto a defesa do prefeito Tolardo

Observei atentamente que o prefeito Loreno nada apresentou no Ofício 34/2014, que pudesse justificar a viagem de passeio com RECURSOS PÚBLICOS realizada junto com sua comitiva. Neste mesmo ofício, o prefeito cita que há mais de 10 (dez) anos o município faz coleta seletiva. Na verdade este projeto foi colocado em prática há 20 anos, na gestão do ex-prefeito João Carlos Creplive. Quanto ao Papa Pilhas é um “folclore”, pois com a coleta seletiva, este serviço ocorre no momento da separação dos recicláveis, depois de realizada a coleta dos sacos personalizados (implantados na gestão do ex-prefeito João Carlos Creplive), estes são encaminhados para o barracão onde funciona a usina de separação e venda do lixo-que-não-é-lixo.

É bom lembrar que na gestão do prefeito Tolardo, por muitos meses a distribuição das embalagens próprias para o lixo reciclável deixou de ser distribuído, em virtude de problemas com licitação, aquisição e fornecimento desta embalagem.

Quanto ao aumento do ICMS Ecológico fica evidente que aumentou, pois a arrecadação do ICMS Estadual cresceu pela evolução do comércio, sendo assim o ICMS Ecológico que é uma fatia do global subiu.

Esta administração nada fez de novo na questão ambiental. Aliás, só piorou. Transformou o uso do solo, por Lei Municipal, localizados em áreas de preservação nas cabeceiras da APA do Iraí, dividindo outro lado com o Parque Estadual da Baitaca, terrenos estes que são de propriedade da família TOLARDO (do prefeito municipal). Imóvel adquirido a R$ 5,00/m2 e que após a alteração da Lei, venderam para a Renault do Brasil a R$ 85,00 /m2. Ocasionando com isso o fim da preservação da região. Não deixando de citar que no “pé” do imóvel negociado está um dos afluentes da Barragem do Iraí, Rio Curralinho.

Quando o prefeito fala de “pacto de ações  sustentáveis”, sobre contra partida para recebimento de água foi uma luta enorme do prefeito de Piraquara, desde 2002 que culminou no resultado apontado. Há de se aprofundar neste caso.

A CATI (Câmara Técnica do Irai), aprovou a alteração do uso do solo em Quatro Barras. Diminuindo a área de preservação ambiental, esta “ALTERAÇÃO” suspeita, viabilizou o empreendimento da Renault  do Brasil, localizado às margens do Contorno Leste, e como citado, entre o Parque Estadual da Baitaca e a APA do Irai, negócio lucrativo, envolvendo mais de R$ 30 milhões de reais, a maior negociação fundiária ocorrida neste município, tendo como negociador o prefeito de Quatro Barras e a multinacional Renault do Brasil.

Portanto tal premiação não tem nenhum fundamento a não ser um belo passeio com “comissionados”. Quanto ao trânsito e lazer apontado na defesa do prefeito, isso é brincadeira, pois com o sentido único das vias centrais, causou 100% de reclamações dos munícipes, principalmente comerciantes prejudicados. O mais grave de tudo isso, é o binário central projetado pelo prefeito. Seu único intuito foi para ocasionar movimentação de transeuntes e veículos na Rua Nilo Fávaro, onde o prefeito e familiares construíram um prédio para locar à agência do banco Bradesco e neste mesmo terreno eles estão construindo um shopping com seis andares, sendo que o último andar  tem altura de 2m, isso localizado numa região em que a Legislação permite apenas TRÊS pavimentos. O pior de tudo, é que a partir das 13h a sombra projetada por esta construção, atinge as  instalações do vizinho desta obra e do pátio da prefeitura.

A atual gestão não cumpriu o Plano Diretor que prevê construções de ruas que contornam o centro da cidade.

 

PARTE 2

O Promotor de Justiça deve avaliar também a denúncia ambiental protocolada sob n.º NF.0022.12.000030-6, que relata o corte indiscriminado das matas ciliares e o manilhamento de um córrego afluente do Rio Timbu que desagua na barragem do Irai. O corte das árvores e matas e este manilhamento, beneficiaram o complexo logístico Tolardo, de propriedade do prefeito Loreno Tolardo e sócios, processo este que está investigando e apurado pela Promotoria de Meio Ambiente do Estado, com a possibilidade de terem ocasionado crime ambiental, denunciado também por Cristiane do Rocio Fortes.

 

Dentre todos os citados nesta “caravana da alegria” para receber um Prêmio Ambiental “COMPRADO” em São Paulo, nenhum é servidor de carreira, digo, apenas um. João Carlos Andreatta, concursado motorista, que atua como um dos assessores do prefeito. Este, que em março de 2014, acompanhou o prefeito Tolardo em viagem “tournê” de moto a passeio para o Chile por 15 dias, é também um servidor concursado que merece ser “entrevistado” por este MP, para esclarecer sua ausência constante para os “passeios em possantes motos” promovidos pelo gestor Tolardo que contempla por  uma semana e até 15 dias, servidores públicos “amigos”.

 

EM TEMPO

A lei 858/2014 de 21 março de 2014, (anexo) a qual dá incentivos à Renault do Brasil estendendo as mesmas para terceiros, (até à transportadora que deverá fazer o transporte) foi assinada pelo vice-prefeito, Olair Ribeiro Lago (passível de ser colaborador), ocasião em que o prefeito Tolardo ausentou-se em viagem de férias, tournê de 15 dias de moto pelo Chile com grupo de amigos e servidores comissionados dentre eles o citado motorista/motoqueiro João Carlos Andreatta (Paieta).

Posteriormente, em 18 de julho, às pressas, a Câmara de Vereadores aprovou a Lei 878/2014 que alterava o Uso do Solo (anexo).

Tudo isso passível de investigação, devido ao forte indício de tráfico de influências.

Desta forma, encarecidamente, peço ao Exmo Promotor de Justiça que estenda um “braço” deste processo para investigar o não cumprimento do Plano Diretor e demais citações e que se aplique a punição cabível, CRIME DE IMPROBIDADE ADMNISTRATIVA e a devolução dos recursos gastos com este passeio “ambiental”.

Para entender a forma que ocorreu o processo estilo “a carroça na frente dos bois”, acompanhe o raciocínio:

Vou por etapas.

1- O prefeito de Quatro Barras (empresário proprietário de uma transportadora Loreno Tolardo) adquiriu uma fazenda no município em 2010, comprando o terreno a R$ 5 reais/m2. Este imóvel está localizado próximo à serra do mar, entre o Parque Estadual da Baitaca e a Represa do Irai – área de APA(área de proteção ambiental q envolve a barragem do Iraí q abastece parte de Curitiba). O imóvel custou na totalidade R$ 5 milhões, 55 alqueires.
2- Início de 2014 ele vendeu 11.6 alq 1/5 da fazenda para a Renault, a R$ 85 reais/m2. A maior transação imobiliária q ocorreu no município R$ 30 milhões.
3- Em março este prefeito ausentou-se por 15 dias, fez uma viagem de moto para o Chile e deixou o vice para assinar e publicar uma lei com vários benefícios para a Renault e as empresas terceirizadas, (com a possibilidade da isenção de impostos para a sua transportadora que poderia num futuro próximo fazer a logística/transporte para a Renault), isento-as por 10 anos os impostos e demais taxas (publicada em 21 de março/14)
4- Em 17/4/14 o governador Beto Richa anuncia o Centro Nacional de Distribuição de Peças da Renault para toda a America em Quatro Barras, conforme reportagem publicada (link)
5- O detalhe mais interessante é que, o imóvel foi vendido, o prefeito adiantou-se em elaborar uma lei municipal isentando os impostos para a Renault e demais terceirizadas, e o terreno continuava numa área de preservação ambiental, conforme Lei 33/2000 PR
6- Para q ocorresse esta mudança de uso do solo, ocorreram reuniões com a Câmara de Apoio Técnico do Irai (CATI do Irai) e também do Conselho Gestor dos Mananciais da Região Metropolitana de Curitiba, e por fim autorização da COMEC – Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba.
7- Membros que compuseram a CATI. Eles fazem parte dos municipios que compõem a APA do Irai. A maioria deles com cargos comissionados. Aonde aprovaram a alteração do uso do solo a “tok de caixa”. Onde um membro q representava o município de Campina Grande do Sul, foi contratado pela prefeitura de Quatro Barras em cargo de comissão e a representante de QBarras-engenheira ambiental, recebeu uma função gratificada. Ambos com altos salários.
8- Havia uma Lei estadual sobre a APA do Irai que não permitia a construção desse empreendimento nesta localidade Lei 33/2000. E esta reunião dos três órgãos, deu subsidio para o governador alterar a lei, através do Decreto Estadual, 11.660, inciso VII artigo 22. Com base nele, a prefeitura de QB imediatamente alterou o uso do solo, publicando a lei municipal,  878/2014 de 18 de julho, Ou seja, permitindo a construção do empreendimento.
9- A licença no IAP (Instituto Ambiental do Paraná) para liberação da terraplanagem, foi liberada em 40 minutos. Protocolada com data e hora, após 40 minutos o presidente do IAP liberou sem ao menos fazer vistoria na área e observar q até afluente da barragem está nas proximidades…
10- O Presidente da Federação Paranaense das Entidades Ambientalistas, Juliano Bueno de Araujo, entrou com uma ação contra esta obra. A terraplanagem foi embargada, devido aos trâmites “ilegais” para agilizar um complexo numa área q antes era de proteção ambiental e q foi liberada para a implantação deste complexo que envolve milhões de reais e dólares. Está embargada há mais de tres meses….

 

Viagem para receber prêmio comprado é investigada pelo Ministério Público

16 out
Prefeito de Quatro Barras é investigado pelo Ministério Público

Prefeito de Quatro Barras é investigado pelo Ministério Público

Comitiva de confiança do prefeito viaja com Tolardo para festar em São Paulo

O prefeito Loreno Tolardo viajou para São Paulo na segunda-feira(9/12) acompanhado da sua equipe de confiança. São seis funcionários comissionados que foram festar com o dinheiro do povo:  Roberto Dominski, João Paieta, João Silveira, Jarbas Mocelin, Ary Andreatta e Leverci, com objetivo de receber “UM PRÊMIO” de Meio Ambiente.

A edição de 2013 do Prêmio Chico Mendes, promovido pelo Instituto Socioambiental Chico Mendes ocorre anualmente e é um evento em nível nacional. Empresas, prefeituras e personalidades do Brasil são destaques nesta premiação. Nada contra o “PRÊMIO” se o nosso município realmente fosse merecedor.

Não há pesquisa para que tenhamos sido “apontados”, não há novos projetos na área de Meio Ambiente em Quatro Barras que tenham sido reconhecidos em nível estadual ou nacional que justifiquem a citação de Quatro Barras. O referido Instituto deveria informar os quatro-barrenses no que baseou-se para premiar a Gestão Tolardo. E nos causou estranheza o valor de R$ 7.800,00 (SETE MIL E OITOCENTOS REAIS), conforme dispensa de licitação publicado no Diário Oficial do município na data de 28 de novembro de 2013, referindo-se a tal premiação.

Despesas da viagem em diárias e combustível

totaliza R$ 12 mil reais

Para cada diária o funcionário recebe R$623,16. Foram R$ 623,16 x 7 pessoas = R$ 4.362,00 + R$ 7.800,00 que é o valor pago pelo selo e troféu. Totaliza  despesa aproximada de R$ 12 mil reais esta festinha regada a muita mordomia paga com o dinheiro do povo.

* O  valor da diária serve para o servidor público em viagem pagar a pernoite do hotel, café da manhã, almoço e jantar……e outras bobagenzinhas…

Opinião!!!

QUATRO BARRAS à deriva e compra PRÊMIO AMBIENTAL???

Poupe-nos senhor PREFEITO. Tenha mais respeito com o dinheiro público.

Fechou o Armazém da Família, fechou o Peti, acabou com a Banda do Peti, encerrou o projeto Frango Colonial Graciosa, fechou a Cooperativa dos Agricultores, está com um elefante branco construído ao lado do SESI sem finalizar onde seria a unidade de atendimento 24 horas e agora deseja transferir a Secretaria de Educação para este local, elaborou um concurso (2011) onde chamou somente os que eram comissionados e passaram nas primeiras colocações para tornarem-se servidores público efetivos/concursados, ou seja, legalizou os do nepotismo comissionados denunciados. Em novembro completa um ano a inauguração do seu “Complexo Aquático” composto por uma piscina “craquenta e suja” sem uso. Faltam médicos gineco, pediatra, clínico geral e não há medicamentos nas farmácias das Unidades de Saúde. Fechou o Canil Graciosa que só está funcionando devido sentença judicial, o que mais vem de negativo para a nossa população???

DENÚNCIA

A jornalista Cristiane Fortes, munida de documentos comprovatórios das despesas realizadas pelo prefeito e comitiva, protocolou uma denúncia junto ao Ministério Público, informando este episódio. O procurador do município preparou uma defesa, tentando justificar o por quê de uma comitiva acompanhar o prefeito para este feito, gerando despesas desnecessárias. Tolardo assinou o documento e protocolaram. O promotor de Justiça da Comarca, dr Wagner Z. Vargas analisou a defesa, e enviou cópias para a denunciante averiguar se aceitava ou contestava.

Sessão Ordinária na segunda(22) o vereador Lara questiona com presidente valores abusivos sobre diárias de viagens

23 set

Vereador Leonardo pede presença de secretário municipal para prestar esclarecimentos sobre gastos absurdos

Considerando que o Plenário da Câmara sempre está vazio, na sessão de segunda-feira(22), o público foi razoável e a população começou a se inteirar das barbáries que ocorrem nos bastidores do Legislativo.

Considerando que o Plenário da Câmara sempre está vazio, na sessão de segunda-feira(22), o público foi razoável e a população começou a se inteirar das barbáries que ocorrem nos bastidores do Legislativo.

Clima muito tenso na segunda-feira (22) na Câmara Municipal de Quatro Barras.

Vereador Lara questiona com presidente valores abusivos sobre diárias de viagens

Vereador Lara questiona com presidente valores abusivos sobre diárias de viagens

O vereador Angelo Andreatta (Lara-PMDB), no início da sessão plenária questionou com o Presidente da Câmara sobre o valor gasto em diárias de viagens por esta casa de leis. Em menos de dois anos a Mesa Diretiva já gastou R$ 200 mil e outros R$ 300 mil reais foram reembolsados para outros vereadores e funcionários comissionados. Lara considera este valor abusivo e vai contra os princípios do Legislador, que deveria fiscalizar o Executivo e não ficar gastando dinheiro público nesta proporção. O presidente da Casa, Toto (PSDB) cortou a fala do vereador Lara, interrompendo-o e não justificando estes altos valores desembolsados pela Câmara para as viagens. O clima ficou tenso, e o público presente preocupou-se com a arbitrariedade do vereador Toto. Além de não responder, a forma truculenta com que agiu, chega a causar pânico para as pessoas que estiveram pela primeira vez no Plenário.

Nesta sessão, o vereador ainda falou sobre o perigo dos cães soltos nas ruas. Neste dia, ele socorreu uma senhora no bairro Jardim Menino Deus, que foi atacada por um cão feroz na Rua Aristeu Luciano Adamoski. Ela foi levada para o hospital Angelina Caron, com um ferimento gravíssimo, além da lavagem do local afetado, foram pontos para fechar o machucado ela tomou as vacinas anti-rábica necessárias para os cuidados. Ele mostrou-se aborrecido com este descaso da administração, que poderia estar apoiando o Projeto Canil Graciosa, e por “birra” do prefeito Tolardo com a cuidadora Cristiane Fortes, fechou o local e está apenas cumprindo temporariamente ordem judicial, conforme determinação da Juíza da Comarca.

O vereador Leonardo pede a presença de secretário municipal para prestar esclarecimentos sobre gastos absurdos

O vereador Leonardo pede a presença de secretário municipal para prestar esclarecimentos sobre gastos absurdos

O vereador Leonardo Presa solicitou emergência na reposição de um ponto de ônibus na BR-116 próximo a entrada do bairro Colônia Maria José (proximidades da Rodomodal). “O abrigo que lá existia foi destruído devido a um acidente, e agora a comunidade fica exposta ao sol e chuva”, declarou o parlamentar.  Leonardo também enfatizou sobre a possível presença do Secretário de Esportes, “fique bem claro que ninguém desconfia de nada. Não estamos para acusar ninguém, desejamos apenas a presença do secretário para que ele nos informe onde foram investidos os R$ 100 mil reais do qual fizemos uma Emenda Parlamentar para o ano de 2014”. Leonardo Presa também solicitou que os portões das Unidades de Saúde do município abram mais cedo. “É comum a comunidade chegar cedo para garantir senha para as consultas ou mesmo para exames de sangue. Chegam na unidade e as mesmas estão com os portões fechados. Se está froo ou chovendo, pessoas idosas, ou com crianças de colo precisam ficar no tempo aguardando e em pé. Não acho justo. Este problema acontece tanto na sede quanto nas demais unidades”, frisou o parlamentar.

Hoje terá uma grande festa na Câmara de Quatro Barras para homenagear a mãe do prefeito que receberá um TÍTULO DE CIDADÃ HONORÁRIA indicado pela vereadora Roseli Vidolin

23 set

A vereadora Roseli Vidolin fez uma indicação que foi lida na sessão plenária (22), solicitando a aprovação de um Título de Cidadão Honorário para a mãe do prefeito Loreno, senhora Ines Michelon Tolardo, o qual o presidente desta Casa de Leis Toto, pediu a votação emergencial. Foi unânime a aprovação e o Título será entregue hoje à noite, terça (23) às 20h. Foi lida a biografia da mãe do prefeito, onde a justificativa para ela receber este título enfatiza os relevantes serviços prestados à comunidade.

“Ela nasceu em 1939 em Caxias do Sul, em 1970 veio com seu esposo e filhos morar em Quatro Barras. Compraram um terreno na beira da BR 116, onde ela tinha um comércio de refeições que vendia para os viajantes e motoristas. Manteve uma lanchonete no terminal rodoviário de QB por 11 anos, (onde beneficiou-se deste espaço público sem pagar aluguel ao município, nem luz e água). Foi homenageada com o seu nome numa creche no bairro onde reside, e é muito atuante e presente nas solenidades sempre acompanhando o seu filho prefeito”. Por estes motivos relevantes justificou-se mais esta homenagem, a qual será entregue hoje com todos os requintes e com uma grande festa na Câmara Municipal.

Opinião

Ela foi uma comerciante nesta localidade, igual a tantos outros quatrobarrenses. Se com um curriculum nada expressivo, onde nunca prestou um serviço social e relevante para a sociedade, a faz receber este Titulo de Cidadão Honorário, chega-se à conclusão de que há centenas de pessoas que são mais do que merecedoras desta honraria.  Professoras antigas sem remuneração e voluntárias em atividades sociais. Quem não conhece os expressivos trabalhos realizados pela dona Aninha Repinoski no Clube de Mães???? – MERECEDORA também deste Título. Dona Maria Preta (Terzi) que poderia ser representada por sua família, e tantos outros cidadãos que contribuíram com doação de terrenos e apoio direto às causas sociais. Fica característico a politicagem da vereadora Roseli Vidolin em “PUXAR O SACO”.

A senhora Air Sbrissia, sogra do prefeito Loreno, foi uma relevante professora. Muito querida na comunidade e prestativa nos trabalhos sociais. Foi homenageada, tendo o seu nome proposto na Clínica da Mulher, projeto da última gestão do ex-governador Requião. Ao assumir, Beto Richa cancelou a obra, e a sogra do senhor prefeito ficou sem a homenagem.

Os vereadores precisam tomar muito cuidado para estas honrarias, hoje durante a festa que acontecerá na Câmara Municipal, espera-se as presenças de familiares, amigos próximos e muitos candidatos à reeleição estadual, os que são apoiados pelo prefeito Tolardo e que deverão usar o Plenário da Câmara como “palanque” para angariar votos junto aos comissionados e familiares que obrigatoriamente estarão presentes.

A farra das diárias da Câmara de Quatro Barras

19 set

Gastos da Câmara de Quatro Barras com viagens quase se equivalem às despesas com salários. E há indícios de que a verba é usada para aumentar os vencimentos dos vereadores, principalmente os da mesa diretiva que são os privilegiados com essa engorda na conta bancária, somando o valor das diárias dos componentes da mesa, vereadores Toto, Gilsinho, Claujunior e Maurinho equivale a R$ 195.042,64 (quase R$ 200 mil reais). Não esquecendo de citar que além das diárias que eles recebem a Câmara paga as passagens aéreas para as viagens ou combustível para os veículos.

Acompanhem os valores na tabela publicada, conforme está especificado, equivale de janeiro a dezembro de 2013, e de janeiro a setembro de 2014, sendo que neste período receberam o salário e à parte este “beneficiosinho” para incrementar e engordar a conta bancária.

Nome do vereador ou funcionário Período de janeiro a dezembro de 2013 Período de janeiro a setembro de 2014 Valor Total das diárias
Antonio Cesar Creplive (Toto) R$ 34.784,64 R$ 35.811,00 R$ 70.595,64
Pedro Miranda (diretor) R$ 29.812,00 R$ 33.063,00 R$ 62.875,00
Claujunior de Paulo R$ 25.847,00 R$ 27.029,00 R$ 52.876,00
Gilson Rodrigues Cordeiro R$ 22.938,00 R$ 20.524,00 R$ 43.462,00
Jonas Lago R$ 21.275,00 R$ 20.524,00 R$ 41.799,00
Mauro dos Santos R$ 11.630,00 R$ 16.479,00 R$ 28.109,00
Roseli Maria Vidolin Pires R$ 14.629,00 R$ 12.033,00 R$ 26.662,00
Vandir Rodrigues Careca R$ 14.121,00 R$ 11.165,00 R$ 25.286,00
Luiz Fabiano R$ 11.091,00 R$ 14.007,00 R$ 25.098,00
Sueli Aires Costa Andreatta

(contabilista)

R$ 14.165,00 R$ 10.537,00 R$ 24.702,00
Maylon Knapik de Alvarenga R$ 13.956,00 R$ 10.298,00 R$ 24.254,00
Ednilson Miguel Coleti R$ 10.800,00 R$ 11.165,00 R$ 21.965,00
Simonia Celestino Pereira R$ 5.814,00 R$  2.492,00 R$ 14.120,00
Luiz Otavio de Paula R$ 7.477,00 R$ 5.094,00 R$ 12.571,00
Leonardo Presa R$ 5.815,00 R$  6.071,00 R$ 11.886,00
Angelo Andreata (Lara) R$ 5.815,60 R$  2.601,00 R$  8.416,00

Os campeões em viagens são os vereadores que compõem a mesa diretiva da Câmara Municipal.

toto

Vereador e presidente da Câmara Antonio Cesar (Toto)

O vereador numero UM em gastos com o dinheiro público é o Toto que também é presidente do legislativo (eleito com 857 votos), ele embolsou R$ 70.595,64 para viagens no período vigente à esta gestão, além de receber o salário mensal de R$ 5.800,00 e mais a gratificação por ser “presidente” seu ganho na Câmara equivale a R$ 7 mil mensais.…além de ter mais de cinco familiares em cargos comissionados na prefeitura (sua namorada é diretora geral no Meio Ambiente com salário de R$ 5 mil/mensal), a irmã na secretaria de saúde, sobrinho na secretaria de esporte e mais de 20 cabos eleitorais do vereador Toto também nomeados em comissão pelo prefeito Tolardo, dentre os muitos o destaque fica para os pastores evangélicos.

Nosso 2º colocado não é vereador, e nem foi eleito pela população, é o diretor geral da Câmara, Pedro Miranda. Com gastos que somam em diárias de viagens o valor de R$ 62.875,00 Cursos?? Ele embolsa mensalmente o salário de R$ 6 mil reais.

Vereador Claujunior de Paulo

Vereador Claujunior de Paulo que é 1º secretário da mesa diretiva, e atua como diretor do colégio Estadual com a pior nota no IDEB 2013 no município.

O 3º colocado é o vereador e 1º secretário da mesa diretiva, Claujunior de Paulo (eleito com 390 votos), que além dos R$ 52.876,00 que recebeu para as “viagenzinhas”, embolsou o salário mensal de R$ 5.800,00 (valor referente ao salário de vereador), e mais ainda o salário que recebe para atuar como Diretor do Colégio Arlinda Ferreira Creplive. Além de ter nomeado na Câmara o cunhado (nepotismo). O que torna a sua situação muito pior e agrava mais ainda a denúncia ao MP é o seu cargo de direção no colégio estadual. Devido às suas viagens constantes e a permanência na Câmara de Vereadores, o colégio que ele é responsável, tem o pior índice de aprendizado, conforme a nota do IDEB de 2013. Aliás, o colégio Arlinda vem há muito tempo sendo ultrapassado pelos demais do município.

Acompanhem as notas dos três colégios estaduais de Quatro Barras, e observem que o colégio, onde o diretor é também vereador e vice líder nos gastos da câmara, tem a pior nota. Chega-se à conclusão que os alunos que votaram nele, na expectativa de uma boa gestão escolar e exemplar legislação, estão decepcionados. E a lei deveria rever esta questão, enquanto ele atuar como diretor de instituição, não poderia concorrer a uma vaga política, porque o resultado é negativo para o aprendizado estudantil. Sem boa direção as falhas são imensas.

                                                                                                            Ideb Observado

Escola 2005 2007 2009 2011 2013
ANDRE ANDREATTA C E EF M 4.0 3.5 2.9 3.5 4.2
ARLINDA F CREPLIVE C E EF M PROFIS 3.0 3.0 2.9 3.1 3.2
ELIAS ABRAHAO C E EF M 3.4 3.6 4.0 4.9 4.4
Vereador Gilsinho

Vereador Gilsinho

O 4º lugar em despesas de viagem ficou para o vereador e vice-presidente da câmara, Gilson Rodrigues Cordeiro, totalizando R$ 43.462,00 nos dois anos (eleito com 602 votos). Não esquecendo o seu salário de R$ 5.800, 00 e mais o da sua esposa, nomeada pelo prefeito Tolardo com cargo comissionado, ela é Gestora Pública na secretaria de Turismo com salário de R$ 5.000,00.

Vereador Jonas

Vereador Jonas

Nosso 5º colocado, é o parlamentar escolhido pelo povo, vereador Jonas Lago (eleito com 452 votos), ele recebeu para as suas “viagens” o valor de R$ 41.799,00, ainda o salário mensal de vereador de R$ 5.800,00 e sua esposa foi nomeada pelo prefeito Loreno, para atuar como diretora geral, cargo comissionado com valor mensal de R$ 4.950,00.

Vereador Maurinho

Vereador Maurinho

E vamos para o 6º vereador “gastador” em viagens, Mauro dos Santos (eleito com 566 votos), que soma o valor de R$ 28.109,00 em viagens. Ele recebe o salário de R$ 5.800,00 – tem o irmão com excelente cargo comissionado na prefeitura e mais algumas cabos eleitorais que também conquistaram vagas comissionadas. Ele é funcionário numa empresa de renome respeitado em nosso município. Pelo fato de cumprir horário na empresa, é encontrado na Câmara somente às segundas-feiras na sessão plenária às 18h – ou seja, uma vez por semana.

Vereadora Roseli

Vereadora Roseli

Em 7º lugar está a vereadora Roseli Vidolin (eleita com 552 votos), também é uma contemplada nas viagens, embolsou R$ 26.662,00…..ela não tem familiares com cargos comissionados, apenas sua assessora parlamentar, Simonia Celestino Pereira que é esposa do secretario de Ordem Pública – e que  também foi privilegiada com diárias no valor de R$ 14.120,00.

Vereador Vandir "Careca"

Vereador Vandir “Careca”

Nosso 8º colocado em gastos com dinheiro público é o vereador Vandir Rodrigues (Careca-eleito com 456 votos). Ele foi sortudo recebendo diárias para viagens que somam R$ 25.286,00, além do salário de vereador no valor de R$ 5.800,00/mensais – ele recebe também o salário de servidor público pela prefeitura e sua esposa tem cargo comissionado nomeada pelo prefeito Tolardo, ela é secretária de educação e recebe R$ 10.000,00/mês – lembrando que ela é coadjuvante para o FIM dos berçários nas creches.

Conforme a tabela, os três seguintes colocados ocupam cargos comissionados e também embolsaram um polpudo valor. Destaque para a contabilista da Câmara, ela embolsou R$ 24.702,00 com diárias de viagens– ela é empresária, e seu esposo tem também duas empresas prestadoras de serviço para a prefeitura de Quatro Barras. Ele vence as licitações desde a gestão anterior do prefeito Loreno, quando foi secretário de Meio Ambiente e nunca deixou de receber o salário como agente penitenciário. Uma família unida que recebe mensalmente uma “gorda” arrecadação entre salários e contratos de prestação de serviços de relevados valores.

Vereador Leonardo

Vereador Leonardo

Por ser vereador de oposição, Leonardo participou de poucos congressos e perde nas diárias de viagem para muitos servidores comissionados. Os primeiros colocados na tabela estão com uma coleção muito maior de diplomas e certificados dos “cursos” realizados. o vereador Leo não tem  cabo eleitoral com cargo comissionado na prefeitura. De todos os seus projetos apresentados, o prefeito e o secretariado acata poucos, com intuito de não realizar as obras indicadas pelo vereador.

lara

Vereador Lara (PMDB)

O vereador Angelo Andreatta (PMDB), é outro vereador que viajou para poucos congressos, também é de oposição, desta forma não tem privilégios como os demais sete vereadores. Lara não tem cabos eleitorais comissionados na prefeitura, é o vereador que mais apresenta projetos na Câmara Municipal. Ele protocola muitos, os quais são aprovados pelos demais parlamentares, devido ser vereador de oposição, o prefeito “NUNCA” acata os seus projetos. E a perseguição por ele ser defensor do povo é visível. Loreno Tolardo o transferiu (Lara é concursado pela prefeitura), para trabalhar em Campina Grande do Sul, uma forma de afastá-lo do povo quatrobarrense.

ENTENDA AS DIÁRIAS

O pagamento de diárias de viagem (R$ 750 por dia) está se transformando num imenso ralo no qual escoa o dinheiro público. É comum a jornalista Cristiane Fortes participante assídua das sessões plenárias que ocorrem as segundas-feiras, observar que sempre há ausência de um ou outro vereador. É só espionar no dia seguinte que fica sabendo que aquele e mais alguns viajaram pra fazer “curso”. O detalhe é que, se ficarem três, quatro ou cinco dias, irão receber os R$ 750 por dia.

Ao longo dos anos, isso se tornou um nicho, uma forma de ganhar dinheiro e conhecer lugares paradisíacos do país. Os preferidos são: Foz do Iguaçu (onde esteve a poucos dias os vereadores Toto, Claujunior, Maurinho e o diretor Pedro Miranda), que também gostam de ir para Florianópolis, Joinville e Camboriu/SC, além de cidades do nordeste conforme temos fotos em arquivo.

Em Quatro Barras, eles “criam” as viagens todos os meses e o gasto com as diárias quase se equivale ao pagamento da folha salarial. Existe a possibilidade dos  vereadores e funcionários do poder legislativo estarem usando as diárias como subterfúgio para aumentar os próprios vencimentos.

Tabela oficial da Câmara de Quatro Barras referente ao período de janeiro a dezembro de 2013, com valores de diárias que totalizam R$ 261.439,18

Tabela oficial da Câmara de Quatro Barras referente ao período de janeiro a dezembro de 2013, com valores de diárias que totalizam R$ 261.439,18

Tabela oficial de gastos com diárias da Câmara de Quatro Barras, período vigente janeiro a setembro de 2014 Tabela oficial de gastos com diárias da Câmara de Quatro Barras, período vigente janeiro a setembro de 2014 com total gasto no valor de R$ 256.589,60

Tabela oficial de gastos com diárias da Câmara de Quatro Barras, período vigente janeiro a setembro de 2014 com total gasto no valor de R$ 256.589,60

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.