Bairro Florestal há 3km do centro do município, abandonado sem infra e sem estrutura

5 set

Moradores sofrem com falta de saneamento básico e córrego que transborda com as fortes chuvas e esgoto, pode inundar casas

100_6827

Os moradores das ruas Altevir Alves Cordeiro e Victor Alves Cordeiro no bairro Florestal passam apuros e ficam de plantão quando chove e o riacho que nasce 1km acima transborda.

100_6826

“A água da chuva se mistura com a do esgoto, e o cheiro é este que você está sentindo” diz o morador Dolacir Farias, que olha o riacho subir próximo a sua casa e nada pode fazer. Dolacir esposo da Sirlei, também relata que há mais de dois anos tenta junto à prefeitura, o “manilhamento do córrego, que, conforme ele diz, “mais parece uma rede de esgoto a céu aberto”. “Dó” explica que as fortes chuvas propiciam o transbordamento, o qual ocasiona preocupação entre os moradores que tem suas residências próximas do “perigo”.

A reportagem do jornal Metropolitans esteve no Florestal era assustador a correnteza e o volume de água. Subimos um pouco acima das citadas ruas e encontramos uma boca de lobo, tapada com algumas tábuas, um morador que pediu para não ser identificado, relatou que foram os vizinhos que fecharam com as tábuas (que estão soltas), “era muito perigoso deixar aberto e uma criança cair lá dentro, como podem ver é extenso o manilhamento e se um moleque entrar ou cair aí dentro, ele morre”.

O volume de água assusta, mas a quantidade de lixo também é imensa, pra não falar do mau cheiro devido à ao esgoto das residências que desembocam no riacho.

Voltamos ao ano de 2008, quando o ex-prefeito Roberto Adamoski viabilizou recursos no valor de R$ 500 mil reais junto ao governo Federal para rede de saneamento e construção de residências que seria necessário para realocar os moradores, devido estarem muito próximas deste riacho. Conforme declarações do ex-prefeito Adamoski,”o recurso financeiro seria para a construção de 16 residências e mais a rede de esgoto”. A publicação no site da Controladoria Geral da União – CGU, confirma que o recurso viabilizado pela gestão Adamoski, foi perdido pelo prefeito seguinte.

R$ 50 milhões em dívida: herança que Tolardo poderá deixar ao próximo prefeito se não quitar até 31 de dezembro de 2016

2 set

graciosa1

Empréstimos de R$ 18 milhões contraídos junto ao BRDE e SEDU e R$ 33 milhões para devolução ao Ministério do Turismo referente a má gestão do recurso de pavimentação da estrada da Graciosa devem engessar a administração do futuro gestor, que tomará posse em 2017;

graciosa

Em pouco mais de sete anos à frente do Exe­cutivo municipal de Quatro Barras, o prefeito Loreno Bernardo Tolardo (psd) contraiu empréstimos e juntamente de sua equipe cometeu erros que somados vão gerar aproximadamente R$ 50 milhões de reais de dívidas. A maior parte dessa dívida deverá ser liquidada pelos dois próximos gestores que sucederão Tolardo.

No afã de imprimir um bom ritmo de obras que, diga-se de passagem, são necessárias e vão de encontro aos anseios dos quatrobarrenses, o gestor tornou-se especialista em fazer dívidas. A administração efetivou empréstimos que já totalizam R$ 18 milhões para pavimentar diversas ruas do município, em especial a área central, onde se concentra grande parte dos empreendimentos particulares do administrador público e está prestes a deixar uma dívida de um pouco mais de R$ 33 milhões de reais com a NÃO aprovação da prestação de contas da obra de pavimentação e revitalização da Estrada da Graciosa.

Fato

O MINISTÉRIO DO TURISMO liberou através do convenio 01402008 SIAF/SICONV 627998/2008 – firmado pelo ex-prefeito Roberto Adamoski em 2008 repasse ao município de Quatro Barras no valor de R$ 19 milhões de reais para obras de pavimentação, revitalização e paisagismo da Estrada Parque da Graciosa.

graciosa2

O processo 72000001497/2008-50 onde cita as irregularidades na obra de pavimentação da Graciosa, tem 12 volumes de 200 páginas cada volume. E o inquérito civil de número 1.25.000.003471/2009 – 91 foi instaurado pela Procuradoria da República do Estado do Paraná.

Conforme parecer técnico 009/2015 na página 2.302 do processo no Ministério do Turismo as contas foram reprovadas. Na pagina 2.306 consta o valor do ressarcimento para devolução – R$ 33.692.144,45 atualizada até 16/03/16, ou seja, passados cinco meses os valores já foram alterados.

Conforme parecer técnico de numero 009/2015/CGPR-I/DPRDT/SNPDT/MTur de 28/08/2015 – na página 2.317 constam as seguintes irregularidades cometidas na execução do Projeto:

Excesso de movimentação de terra, (na página 2.336 – aponta “o volume de escavação do Item terraplanagem é bem superior ao tolerável”, conforme o Artigo 1 inciso 19 “terraplanagem até 100m3 , desde que não situada em área de preservação permanente”).

– Inconsistência na contratação de empresa fiscalizadora na execução da obra;

– Questão ambiental com excesso de corte de árvores nativas e araucárias, acima da licença ambiental, conforme consta na página 2.335;

– Termos aditivos exagerados referentes a readequação do projeto;

A população quatrobarrense deve se manifestar para o atual gestor resolver esse problema. Seria um ato de muita irresponsabilidade o prefeito Loreno Tolardo deixar uma dívida desse porte e ainda corrigida com juros atualizados a partir de março de 2016 conforme valor já declarado. Isso vai comprometer de maneira devastadora a próxima gestão. Aonde a comunidade sofrerá as penalidades com ausência de importantes obras para atender as necessidades da população, como creche, posto de saúde e escola no bairro Florestal;  pavimentações nas ruas esburacadas dos quatro cantos do município; um anfi-teatro na sede, creche na área rural, posto de saúde no Tigre,  Casa do Vovô, ciclovia, campo de futebol no Jardim Pinheiros, Parque Linear, Parque Ambiental no Jardim São Pedro, entre outras tantas obras necessárias para o crescimento e desenvolvimento do município de Quatro Barras.

A redação entrou em contato com a assessoria de gabinete do prefeito de Quatro Barras, mas não ouve retorno, aguardou uma semana e não ouve retorno.

MAIS FOTOS DA SITUAÇÃO DA ESTRADA DA GRACIOSA, material enviado para  CGU – Corregedoria Geral da União, crédito: Cris Fortes.

https://www.flickr.com/photos/cris_fortes_qb/with/6068036564/

 

 

“Turnês” de legisladores e servidores comissionados custou aos contribuintes R$ 1.067.523,76 mil nos últimos anos. Atual presidente da Casa e o diretor geral lideram o ranking dos que mais gastaram.

1 set

Com diária próxima a de Deputados, os Vereadores de Quatro Barras já gastaram mais de um milhão em diárias de viagens

 O atual momento de dificuldades econômicas e a crise financeira que vive o país parece não ter tido reflexo na Câmara Municipal de Quatro Barras. Pelo menos no que diz respeito aos gastos empenhados pelos vereadores e comissionados da Casa de Leis em Diárias de Viagens, que de acordo com informações do Portal da Transparência, continuam a todo vapor, mesmo depois do alerta do Ministério Público e com a reportagem veiculada na RPC, que causou furor e revolta na população quatrobarrense.

Nos últimos três anos e ½ (até agosto/2016) foram gastos pelo Poder Legislativo quatrobarrense a importância de R$ 1.067.523,76 mil com diárias de viagens dos vereadores e comissionados, em sua maioria para Foz do Iguaçu, Florianópolis, Camboriu e Joinville, e poucas para Brasilia.

Em outros municípios do país, ações movidas pelo Ministério Público Estadual por recebimento indevido de Diárias aos Edis, ocasionou a devolução dos reais aos cofres públicos. Em Quatro Barras, apesar do valor já ultrapassar um milhão de reais, Tribunal de Contas e o MP da Comarca ainda não concluíram os processos de investigação, no sentido de se fazer cessar os gastos abusivos do Poder Legislativo em viagens. Porém o TC constatou que a Câmara gastou em 2014 a quantia exorbitante de R$ 378.829,00 – com esse valor, liderou o rankig no estado do Paraná.

Para se ter uma ideia dos absurdos que ocorrem na Casa de Leis de Quatro Barras, conforme as informações registradas no portal da transparência, é comum que vereadores cheguem a utilizar R$ 7 mil reais por mês, com a justificativa de realizarem cursos e participação em Congressos, (valor para duas viagens).

A diária de um Deputado Estadual é de R$ 730,00, valor próximo da diária da Câmara de Quatro Barras R$ 650,00 – isso porque devido a pressão de populares ocorreu mudança, antes era R$ 898,00.

Os servidores do legislativo recebem diárias iguais as dos vereadores. Imaginem que nem os nobres parlamentares apresentam projetos de grande relevância para a população, qual a necessidade de “servidores comissionados” fazerem “cursos” ?

Em pesquisa realizada, o vereador Angelo Andreatta (LARA), foi o legislador que propôs o maior numero de projetos, totalizam quarenta, por isso algumas viagens para conhecimento e viabilização de apoio, e mais de 60 requerimentos cobrando informações do Poder Executivo e solicitando obras e benefícios à comunidade. O vereador Toto justifica que a maioria das suas viagens é para Brasília, acompanhando o Poder Executivo na busca de recursos para empreender obras e infraestrutura para Quatro Barras.

Todos os valores são concedidos de forma legal através da legislação e regida através de resolução interna que estabelece os valores que são concedidos aos edis, servidores comissionados, concursados e assessores.

Consultando o valor das obras em Quatro Barras, vejam o que poderia ser feito com o valor gasto com as diárias em 3 anos e ½ –

R$ 1.067.523,76 mil

**A quadra Poliesportiva Coberta, construída no bairro Itapira custou R$ 504 mil. Com os R$ 1.067.523,76 mil de diárias de viagens da Câmara, o município poderia ter feito duas quadras, uma no bairro Florestal (carente de obra pública) e outra no Jardim das Acácias.

** A obra da cozinha comunitária construída no Horto Municipal, custou R$ 450 mil. Com o recurso esbanjado pelas diárias de viagens R$ 1.067.523,76 mil – a administração pública poderia ter construído duas cozinhas comunitárias (uma no Tigre e outra no Florestal), ainda sobraria $$$.

** O CMEI construído no bairro Santa Luzia teve o custo de R$ 619 mil. O bairro Florestal, não recebeu nenhuma obra nos oito anos de gestão Tolardo, poderia ter sido contemplado com um CMEI utilizando-se os recursos gastos pela Câmara em diárias de viagens.

Resumo: quem perde com o esbanjamento dos legisladores é a comunidade que carece de obras para a qualidade de vida sua e dos seus familiares.

DIÁRIAS ORDEM $$$$-1

DIÁRIAS ORDEM $$$$-2                                                                                                    TOTAL  R$ 1.067.523,76

Jornalista e protetora animal Cris Fortes – Partido PMDB

29 jul

Conheçam a pré-candidata a veredora de Quatro Barras

foto 2

Cristiane do Rocio Fortes, conhecida como Cris Fortes, protetora animal, jornalista e guerreira contra a corrupção.

“Tenho meio século de idade e moro em Quatro Barras há 36 anos (em Janeiro de 1980 minha família deixou nossa cidade natal, Adrianópolis e viemos residir aqui, onde estamos até os dias atuais. Meus pais in memorian José Rodrigues Fortes, falecido em novembro 1982, e minha mãe Elisa Vera Santos Fortes faleceu em dezembro 2008. Tenho um filho, o Rian Santamaria e sou mãe adotiva de 72 cães resgatados do abandono. Meu projeto, a Ong 4Patas de 4Barras, tem como meta resgatar cães debilitados, doentes (com tumor, bicheira, cinomose, sarna, com fraturas) e os atropelados e trata-los. Não tenho chácara, apenas casa com terreno de 540 m2. Dessa forma meu espaço está limitado, ou seja, ultrapassei o limite faz muito tempo. Brasileira de carteirinha e apaixonada pelo município onde moro, observo atenta os políticos, ou seja, a forma incorreta com que administram nosso município. Há muitos anos trabalho com a crítica política, mas a gestão que está há sete anos, comete desaforos explícitos contra nossa população. Dessa forma investigo, busco informações e documentos, com embasamento legal e munida de dossiê digno de filme de FBI, eu encaminho ao Ministério Público da Comarca e denuncio os absurdos que o atual gestor insiste em realizar. As denúncias que eram 38, aumentaram para 40. E com fé e coragem, acredito que a Justiça fará sua parte. Aliás, já começou. Com a denúncia protocolada em setembro de 2014, (há um ano e nove meses),por minha pessoa, a que se refere ao fato do Chefe do Executivo estar utilizando-se de servidores públicos para realizar serviços de segurança em sua fazenda, o Administrador Público e o secretario de segurança, da época, foram denunciados à juíza e tiveram seus bens bloqueados em R$ 1.700.00,00”.

Se 50% das minhas 40 denúncias atingirem o objetivo, o prefeito de Quatro Barras poderá ser enquadrado em vinte crimes no mínimo, dentre eles, Crime contra o Meio Ambiente, Nepotismo, Improbidade Administrativa, Danos ao Erário, Enriquecimento Ilícito, Violação aos Princípios Administrativos e Alienação. Com relação a ele ter sido autuado em 200 denúncias desconheço. Eu protocolei 40…..as demais não sei de onde surgiram ou se ele está blefando.

foto 3

No pátio de uma pedreira na Campininha cuidando do Negão, cão abandonado com problema no olho esquerdo, pomada, colírio e antibiótico…

– Vou contar como surgiu a ideia da minha candidatura. Sempre gostei de cães. E quando iniciei o meu trabalho no Canil Graciosa, projeto elaborado pela prefeitura e secretaria do meio ambiente de Quatro Barras, durou em harmonia apenas três meses, (junho a setembro de 2014). O prefeito Tolardo desejou implantar um transbordo de lixo no terreno da C.R.Almeida, onde estava o canil Graciosa. O secretário do Meio Ambiente Cariovaldo e o topógrafo da prefeitura foram até o terreno dividir a área, metade para o canil e a outra metade para o tio do prefeito colocar as caçambas de transbordo. Rodei a baiana. Não deixei. Fiz escândalo, denunciei, esbravejei e com ajuda de pessoas influentes conseguimos vencer o mal, ou seja, não foi permitido que o Tolardo implantasse o lixão no bairro Florestal no terreno do canil. Por esse motivo paguei um preço caro, ele que havia me contratado para cuidar dos cães desse espaço, de segunda a segunda, sem folga e sem hora extra, me demitiu em 17 de setembro de 2013, e determinou que o secretário do Meio Ambiente Cariovaldo colocasse na rua os 110 cães que ocupavam aquele local. Então dessa vez, enfrentei o Cariovaldo, não permiti que os cães voltassem para as ruas, e alertei dizendo que: – Eu havia fotografado e filmado todos os cães, se ele colocasse os animais pra fora do canil eu denunciaria na imprensa e na justiça. Recuaram, não despejaram os cães, mas também não mandaram nenhum servidor cuidar do canil e nunca mandaram ração. Eu continuei mesmo exonerada e sem receber um tostão de salário, permaneci por nove meses, gratuitamente, como voluntária, cuidando, zelando, protegendo, fazendo campanhas para angariar ração, vacinas e recursos para castração e cirurgias de remoção de tumor. Foram dias de choro, desânimo, fome, tristeza e alegrias a cada conquista realizada. As pessoas que me auxiliaram doando cesta básica (Laio nunca vou esquecer do quanto me ajudou), medicamentos para os cães e para mim (sr Laertes da farmácia “muito obrigada”), Cristina Montecelli, Denilza Sacerdote, Jaqueline Pires, Adriano Mello (Casa do Produtor), veterinárias Paula e Manuela Madaloni, Zooplan Clinica Veterinária, Papagaio (caixas para casinhas e Adamoski no transporte), Adri Biega, Cisse e Letícia, vocês sabem o quanto serei eternamente grata pelo tudo que fizeram por mim e pelos animais do Canil Graciosa.

foto 4

No Fórum de CGSul protocolo da denúncia contra a corrupção, a de número 39 em junho/2016

Sendo assim, diante de tanto sofrimento, dificuldades e no dia a dia, enfrentando tantos obstáculos, os amigos me incentivaram a partir para uma pre-candidatura a vereadora. Me dizem que, sem recursos, sem Poder e com pouco apoio, fiz muito, quer dizer que estando no meio público, político e tendo oportunidade de realizar projetos em prol aos animais poderei fazer muito mais. E sendo uma defensora do patrimônio e do dinheiro público poderei fazer a diferença na Câmara de Vereadores, defendendo a população e os interesses dos quatrobarrenses. Foram as pessoas próximas (amigos) que me deram essa motivação para investir na carreira política.

foto 5

Com o filho Rian Santamaria, companheiro que apoia e ajuda no trabalho com os animais

Como eu vejo o trabalho da atual composição do Poder Legislativo? Sou crítica demais, observo muito próxima o que acontece nos dois Poderes, Executivo e Legislativo, acompanho o Portal Transparência e o Diário Oficial, e recebo informações dos dois Poderes, onde me dão as dicas e pistas das irregularidades. Lamento dizer, que todo o trabalho de denúncias que encaminho ao Ministério Público deveria ser feito pelos vereadores. Temos na Câmara sete vereadores que defendem a bandeira do prefeito Loreno Tolardo, alguns o fazem devido aos cargos comissionados para familiares, parentes e amigos, e somente dois vereadores que empunham a bandeira da população. Alguns vereadores são fracos, medrosos, sem força de vontade para lutar em prol a população, legisladores que amam viajar para receber diárias e engordar a conta bancária, sem interesse de legislar, de zelar e proteger o patrimônio público. Dos nove, apenas o vereador Leonardo Presa assinou comigo uma denúncia, as demais 39 assinei sozinha, sem apoio dos nossos legisladores que deveriam fiscalizar o Poder Executivo e denunciá-lo quando há suspeita de irregularidades.

Sinceramente?? A população deveria promover uma varredura na Casa de Leis, ou seja, deletar, excluir todos os vereadores em 2 de outubro, renovar. Dar oportunidade para NOVE nomes novos, que tenham boa vontade, disposição, pessoas que já prestam um serviço à sociedade sem estarem no Poder. Essas tendo chance com certeza não irão decepcionar. Os eleitores prezam honestidade, lealdade, caráter, simplicidade, carisma e responsabilidade, então devem avaliar quem preenche esses requisitos.

Foto 6

PAQUITA a mascote do coração, 3 pernas, uma foi amputada devido a podridão causada por uma “foiçada”, no Rio do Meio. Agora ela faz parte da família 4patas de 4barras.

As áreas que eu pretende atuar se passar na convenção? Bem, eu na verdade me identifico com tudo, sou flex…..mas o que amo fazer é cuidar dos animais, resgatar, tratar, alimentar e ve-los no dia a dia evoluir nos tratamentos contra câncer, tumor, sarna, bicheira……Priorizo a defesa animal, a luta contra o abandono, e apoio a castração (alternativa mais viável para minimizar o abandono de filhotes e femeas prenhas).  Sou uma guerreira contra a corrupção. Defendo o patrimônio público, e acho que o administrador teria que pensar sempre de fazer em prol ao povo, não em beneficio próprio. Desejo ser uma fiscalizadora dos trabalhos do Executivo. Elaborar bons projetos nas áreas de proteção animal, no meio ambiente, turismo e no esporte, que são áreas que gosto, domino, tenho interesse e convicção de que poderei fazer a diferença na Câmara e para a população.

FOTO 7 Zeca

Zeca foi resgatado na Copo Fehrer, estava apodrecendo vivo, do seu pescoço e boca foram retirados 308 larvas da bicheira….mora no abrigo da Cris, 4patas de 4barras.

Por quê a comunidade quatrobarrense deve votar em mim?  Porque eu sendo uma cidadã comum, já defendo os interesses dos quatrobarrenses, e luto Por Uma Quatro Barras Mais Forte, imagina se eu estiver representando nossos cidadãos. Serei sempre a guerreira Cris Fortes, que ampara, batalha, tem o telefone cortado, fica sem luz, mas nunca desanima, sempre fazendo o bem às pessoas mais carentes e necessitadas, (sim, devido ao elevado numero de amigos, sempre que necessito de favores, a imensidão de conhecidos influentes auxiliam na solução dos problemas). Eu ando a pé, de ônibus, vou em médico do SUS, como de cesta básica, conheço a realidade do que é ser simples e humilde. Saberei honrar as pessoas que vão confiar a mim o seu voto.

Um sonho?? – Ah, agora mexeu com a minha parte mais sensível, os animais. Um sonho? Ter em Quatro Barras um castramóvel para castração gratuita e primeiros socorros aos animais abandonados e para os de famílias de baixa renda. Evidente, que isso, após o novo Prefeito colocar nos eixos a SAÚDE PÚBLICA do nosso município. Primeiro resolvemos a saúde do povo e após desejo viajar SIM, ir para Brasília, bater de porta em porta, Ministérios do Meio Ambiente, das Cidades e da Saúde, gabinetes dos senadores e dos deputados federais do nosso Estado, com meu projeto embaixo do braço, “a implantação de uma clínica ou castramóvel, que em parceria com uma universidade” (coordenação de veterinária), os acadêmicos juntamente dos professores, possam realizar via convênio a castração e atendimentos emergenciais para nossos animais. Gostaria muito, num futuro próximo, que os quatrobarrenses, aliás, o Brasil inteiro assistisse via tv, que nosso município é um exemplo na proteção animal. Então poderei partir em paz, minha missão estará cumprida. E convicta de que valeu a pena lutar por um ideal. Para realizar esse sonho, primeiro preciso passar pela convenção do partido, e após, conquistar nas urnas a confiança dos quatroarrenses em 02 de outubro.

Email: crikfortes@gmail.com

 

METROPOLITAN’S noticias edição 116

9 jul

EM PDF 

metropolitan-julho16todas

untitled

untitled

untitled

metropolitan-julho16.pmd

metropolitan-julho16.pmd

metropolitan-julho16.pmd

untitled

untitled

untitled

untitled

untitled

metropolitan-julho16.pmd

untitled

metropolitan-julho16.pmd

untitled

JORNAL IMPACTO 08/7/16

8 jul

 

http://www.impactopr.com.br/EdicaoSemanal/18.html

18

 

http://www.impactopr.com.br/EdicaoSemanal/

01

 

http://www.impactopr.com.br/EdicaoSemanal/04.html

04

 

http://www.impactopr.com.br/EdicaoSemanal/02.html

02

Imagem

COMISSIONADOS DA PREFEITURA DE QUATRO BARRAS

27 jun

metropolitans-news-paginas8e9-1

 

metropolitan-maio16-paginas8e9.pmd