Cincler Trevisan, paratleta quatrobarrense de bem com a vida dá exemplo de superação em competições nacionais e internacionais

12 jun
Cincler Trevisan, um jovem comemorando sempre, as conquistas no esporte e o milagre de ter sobrevivido a um grave acidente que o deixou paraplégico. As medalhas são algumas da muitas de sua valiosa coleção.

Cincler Trevisan, um jovem comemorando sempre, as conquistas no esporte e o milagre de ter sobrevivido a um grave acidente que o deixou paraplégico. As medalhas são algumas da muitas de sua valiosa coleção.

Um pouquinho atrasado chega para nossa entrevista, aquele jovem lindo, com uma barba rala, cabelo espetado com gel e um sorriso de ponta a ponta. Fazendo acrobacias com seu meio de locomoção, a cadeira. O jovem Cincler Trevisan transforma o ambiente e é um exemplo de força de vontade. Alegre e de bem com a vida, eu lhe pergunto: – Voce teve dificuldades em chegar até aqui? Afinal, sabemos que em Quatro Barras, as rampas de acesso e as calçadas são horríveis para todos. Ele mais do que depressa diz: – Deixei meu carro próximo à loja que tem ao lado da panificadora, não tive dificuldades para chegar.

O acidente

O jovem sofreu acidente automobilístico em 22 de setembro de 2001, (há 14 anos). Voltava da balada com um amigo, o motorista alcoolizado perdeu o controle do veículo, capotou e Cincler sofreu as maiores consequências. Ficou três dias em coma e paraplégico. A tia e a mãe lhe davam banho, passou momentos de dor e sofrimento. Muitas cirurgias e no dia 9/9/2003 passou a frequentar a ADFP, onde reaprendeu tudo. Na Associação dos Deficientes Físicos do Paraná, Cincler ganhou nova chance de retomar às atividades que poderiam lhe devolver a oportunidade de sentir-se inserido novamente na sociedade de forma mais natural. Ele foi claro ao dizer que tinha vergonha de ter se tornado um cadeirante, mas agradece sempre a Deus por ter lhe dado a chance de estar vivo.

Cincler é atleta, tenista – de mesa e de campo, e representa a ADFP nas competições nacionais e internacionais. Participou de campeonatos brasileiros e Copa do Brasil, Sulamericanos e competições regionais. Conhece quase todas as capitais brasileiras e viajou para o exterior representando o Brasil. Na Argentina, ficou em 3º lugar individual e na Costa Rica, conquistou o 3º lugar dupla. Foi bronze em ambas.

É bolsista do Ministério do Esporte e presta contas de todos os equipamentos e acessórios que adquire com os recursos da bolsa. Tem apoio da SMEL- Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Curitiba. E recentemente fez duas viagens, uma a Piracicaba, de carro com outro atleta para competir. E para o Rio de Janeiro, onde foi pódio no Campeonato Brasileiro 2015. “Da hospedagem ao local de competição rodávamos 60Km de ida e mais 60km de volta. Trânsito, cansaço, mas tudo vale a pena. Todo sacrifício é válido. Minhas 35 medalhas foram conquistadas com dificuldades, suor, persistência e vontade de vencer”, diz o jovem.

Ele é um atleta sorridente que adora cinema, shopping, churrasco e bate papo com os amigos Paulinho Boiadeiro, Adilson, Almir Abeia e Carneirinho são os companheiros de fim de semana, conversas descontraídas e animados festerês.  Fala que preconceito  é a “opinião de quem não tem conhecimento”. E que vale a pena estar vivo, fazer o que gosta e se superar a cada desafio.

Um sonho, um desejo e vontade: – “participar de uma ParaOlimpíada.

Os jovens atletas de tênis de mesa, Cincler Trevisan e Marinice de Mello Vieira.

Os jovens atletas de tênis de mesa, Cincler Trevisan e Marinice de Mello Vieira.

Terminal rodoviário Pedro Taborda Ribeiro será reformado

12 jun
Terminal Rodoviário Pedro Taborda Ribeiro inaugurado há 20 anos na gestão Repinoski, (governo Lerner) e revitalizado por Roberto Adamoski. Após muitos requerimentos dos vereadores Leonardo Presa e Angelo Andreatta, receberá reforma.

Terminal Rodoviário Pedro Taborda Ribeiro inaugurado há 20 anos na gestão Repinoski, (governo Lerner) e revitalizado por Roberto Adamoski. Após muitos requerimentos dos vereadores Leonardo Presa e Angelo Andreatta, receberá reforma.

Requerimento do vereador Leonardo Presa, com data de 19 de maio de 2014, onde ele solicita ao Executivo pinrura, manutenção elétrica, reforma dos banheiros, construção de rampas e reparos no calçamento.

Requerimento do vereador Leonardo Presa, com data de 19 de maio de 2014, onde ele solicita ao Executivo pinrura, manutenção elétrica, reforma dos banheiros, construção de rampas e reparos no calçamento.

Requerimento do vereador Angelo Andreatta (PMDB) em 9 de fevereiro requerendo ao prefeito a reforma do terminal rodoviário.

Requerimento do vereador Angelo Andreatta (PMDB) em 9 de fevereiro requerendo ao prefeito a reforma do terminal rodoviário.

A sessão plenária realizada na segunda-feira (23 de fevereiro, a 1ª do ano), foi de extrema importância aos quatrobarrenses. Buscando atender as reivindicações da população, o vereador Lara protocolou oito indicações solicitando diversos benefícios à comunidade. A Indicação 09/2015 pede a reforma emergencial no terminal rodoviário de Quatro Barras. O parlamentar justifica que os usuários e munícipes necessitam de um terminal rodoviário descente, com melhores condições estruturais, possuindo melhores banheiros, iluminação, segurança, mobilidade, acessibilidade, limpeza, conservação e um mapa informativo do município para atender turistas e visitantes.

A estrutura deficiente do Terminal Rodoviário Pedro Taborda Ribeiro em Quatro Barras é um problema bastante conhecido pelas milhares de pessoas que precisam passar diariamente pelo local.

Inaugurado há aproximadamente 20 anos (gestão Repinoski 93/96 e Lerner 95/98, o espaço passou por apenas uma reforma e pintura na gestão do ex-prefeito Roberto Adamoski, não recebendo obras de revitalização ou ampliação), há anos, o local submete os usuários do transporte rodoviário a um desconforto extremo. Além disso, muitos passageiros reclamam da ausência de limpeza nos banheiros e bancos insuficientes para os que aguardam os ônibus.

Buscando uma solução para o problema, o parlamentar Angelo Andreatta (Lara-PMDB) fez visita ao terminal e usou a tribuna da Câmara para denunciar a situação de abandono.

“Este terminal Rodoviário é administrado pela prefeitura Municipal de Quatro Barras. E ao contrário do que a comunidade pensa, a empresa de transporte rodoviário, Viação Castelo Branco não tem comprometimento na limpeza, manutenção, reforma ou ampliação do espaço que a mesma utiliza para uso das linhas de ônibus”.

Em entrevista exclusiva ao Metropolitan´s, o vereador questiona a falta de apoio e estrutura adequada. “Como o administrador público, e nem mesmo os empresários proprietários da empresa necessitam utilizar as linhas de ônibus, ficam sem saber a situação em que se encontra este terminal. O departamento de engenharia da prefeitura deveria fazer uma visita a este local e avaliar a necessidade urgente de trocar estrutura e revitalizar o espaço para dar mais qualidade de uso aos passageiros”, declarou.

TERMINAL SERÁ REFORMADO

Após o requerimento dos vereadores Leonardo Presa (2014) e Angelo Andreatta (2015), finalmente acontecerá a reformada tão esperada.

O edital de Tomada de Preços nº 02/2015 apresenta a proposta de preços através de licitação da  contratação de empresa para reforma do Terminal Rodoviário Pedro Taborda Ribeiro. O valor máximo da licitação é de R$ 194.525,50 (cento e noventa e quatro mil, quinhentos e vinte e cinco reais e cinqüenta centavos). A licitação ocorreu no dia 9 de junho, e quem venceu foi a construtora Camargo & Camargo construções e serviços Ltda (valor de R$ 161.500,00). Existem prazos para as publicações e possivelmente até o final do mês de junho as obras estejam iniciadas.

Tenista quatrobarrense é a 3ª no Ranking Nacional

10 jun

Ao combinar com os jovens Marinice e Cincler um café da tarde com entrevista, na Panificadora e Confeitaria Monaliza, não imaginava o quanto seria positivo e otimista conversar e receber uma gigantesca carga de ânimo e alegria. Sim! Os paratletas são guerreiros e vencedores.

Tenista quatrobarrense Marinice de Mello Vieira, medalha de bronze no Campeonato Brasileiro Paraolímpico 2015.

Tenista quatrobarrense Marinice de Mello Vieira, medalha de bronze no Campeonato Brasileiro Paraolímpico 2015.

Ela é de Quatro Barras, e aos 17 anos sofreu um AVC hemorrágico, o qual lhe causou paralisia do lado esquerdo do corpo. Durante dois anos, ficou aguardando vaga para fisioterapia, acomodou-se em casa, e foi ficando atrofiada. Quando conseguiu a vaga para fisio na Unidade de Saúde em Quatro Barras, foi encaminhada também para a Associação dos Deficiente Físicos do Paraná.

Na ADFP, Marinice fez fisioterapia, fono e terapia ocupacional. Após três anos de tratamento, em 2002 ingressou no esporte, na modalidade tênis de mesa. A paratleta revela que iniciou uma nova etapa em sua vida. “Sem perceber, a evolução no corpo e na mente foi acontecendo, tive fortalecimento nas pernas, os movimentos foram voltando, os músculos paralisados acordaram, e eu abandonei a cadeira de rodas. Hoje uso apenas o auxílio da bengala. Posso me locomover para onde desejo. Existem ainda algumas limitações, o braço esquerdo permanece paralisado, mas consigo ir aonde desejo”, relata.

Exemplo de superação é pouco para ilustrar a vida da quatrobarrense que é a 3ª no Ranking Brasileiro. Ela acorda diariamente, às 5h…toma uma rápido café, faz uma arrumação “básica” na pequena residência onde mora. Segue para o ponto de ônibus, às 7h embarca no alimentador São Pedro, depois o Quatro Barras/Curitiba. Chega no terminal Guadalupe e mais um transporte coletivo, o Guadalupe/Pinhais. No alto da XV ela desce e segue para a sede da ADFP. Toma um delicioso café da manhã, e das 9 às 12h treino puxado. Encerra e no local almoça. Depois a rotina dos ônibus, chegando em QBarras, ela segue para a academia UP, próxima ao terminal rodoviário. Treina das 15 às 16h, com acompanhamento de dois personal Training. Retorna para casa, banho frio (sim – devido à dificuldade em cortar um pinus, não foi possível concluir a instalação de luz elétrica em sua humilde residência. A prefeitura não agiliza o procedimento, comenta desanimada a nossa campeã)….. Após o banho frio, um lanche rápido e ela segue para o ponto de ônibus. Agora embarca no escolar, vai para o curso Técnico Administrativo (concluiu o ensino médio e segue agora para um profissionalizante). Volta às 23h e além do jantar, preparar material, mochila para a manhã do dia seguinte.

Lhe pergunto se ela não cansa. Marinice é espontânea na resposta. “Gosto dessa correria, de ter meu tempo atarefado. É cansativo, mas muito gostosa essa agenda lotada. Não consigo ficar sem os treinos na ADFP, adoro a academia Up onde todos são queridos e me apoiam, meu convívio no Colégio Arlinda onde aprendo mais e fico mais culta me revigora. Chega o fim de semana, eu torço para vir logo segunda onde reinicio a minha rotina. Tudo vale a pena”, enfatiza.

“De 2002 a 2015, são treze anos de competições. Algumas poucas decepções. Porém muitas medalhas, onde eu olho e pego uma a uma, são 34 ao todo. E digo: ‘Valeu a pena toda dedicação e sacrifício’.

A nossa medalhista quatrobarrense, chegou há poucos dias do Rio de Janeiro, onde competiu no campeonato brasileiro. “Disputei a semi-final com a tenista de Joinvile. Perdi e ela disputou o ouro com a finalista de Goiânia que obteve êxito. Assim fiquei com o bronze. Estou feliz porque sou a terceira no ranking nacional”. E completa, “estou me preparando para a Copa do Brasil, que será também no Rio de Janeiro em agosto”.

Dificuldades

Conversamos sobre os campeonatos, e surge o assunto $$ financeiro para viagens. Ela é bolsista desde 2009 e recebe um recurso mensal do Ministério do Esporte que auxilia no equipamento e material como, uniforme, raquetes, bolinhas, bolsa de viagem, e mais alguns itens necessários para treinar e competir, (tira nota fiscal e presta contas). Sobre as viagens, ela explica. “Conheço quase todo o Brasil, competi em várias capitais, e conheço lugares lindos. O mais difícil é viajar de ônibus, é cansativo, porém é somente de ônibus que tenho o transporte gratuito. Vou para qualquer lugar do país competir sem gastar na locomoção”, relata. “Porém necessito de ajuda para pagar inscrição, hospedagem, para alimentação e lanches. Geralmente procuro pessoas conhecidas para me auxiliar”. Ela fala com carinho sobre o apoio do empresário Malko, do Supermercado Oeste, “todas as vezes em que o procurei e pedi a ele para me ajudar dentro das suas possibilidades sempre fui atendida. Sou muito agradecida a ele”, comenta emocionada. Conta in off, que pede ajuda aos vereadores, “o Ângelo Andreatta me ajudou mais de uma vez, o Leonardo Presa colaborou com minha última viagem, e tem um vereador que me ajudou no passado e me disse quando voltei: – “Bronze de novo? Você não consegue a prata ou o ouro?” Isso me deixou entristecida, porque eu tento e quero sim. Porém as outras atletas que estão melhores preparadas que eu e não tem preocupação quanto a patrocínio, conseguem êxito, enquanto isso eu vou tentando melhorar. Quem sabe um dia trago o Ouro e mostro a ele que venci”.

– Penso comigo. “Guria, você já é vencedora. É melhor que todos nós juntos. Que esse vereador, tenha você como exemplo de vida e superação.

Ela complementa, “agradeço a Viação Castelo Branco que me auxiliou com R$ 100 reais para alimentação nos quatro dias que estive no Rio de Janeiro competindo no Campeonato Brasileiro, também agradeço à Academia Up de Quatro Barras, que me forneceu bolsa para melhorar o meu físico e aos personais trainers da UP que pagaram a minha taxa de inscrição desse campeonato no valor de R$ 130 reais. Sem o apoio deles eu não poderia ter participado do Brasileirão”.

Finalizo a reportagem lhe perguntando: – Um sonho de vida? E ela responde: – “Desejo ser ouro no Brasil, ou melhor, a número Um”.

Buraco no muro da escola está aberto há mais de 15 dias

3 jun

“Este rombo no muro esta aberto há quinze dias. Ocorreu um acidente no cruzamento ao lado da Escola Municipal Rui Valdir Pereira Kern, e este buraco foi aberto por um dos carros q bateu, destruiu o muro e que ate agora não foi fechado. Pais, professores e funcionários temem que alguma criança possa fugir‬ ou ‪escapar por esta saída irregular. Interessante e curioso‬ é q tem um vereador que reside no bairro e passa diariamente em frente a este local. Ele é diretor de colégio estadual, presidente da comissão de educação da Câmara e sua bandeira é a educação…..

(Colaboração: mães de alunos)Rombo no muro da escola rui 1

Médica do hospital Caron sofre acidente na BR 116

3 jun

Hoje, quarta-feira (3), por volta das 7h30 a médica ginecologista Bruna Francine Vuicik, do hospital Angelina Caron, sofreu acidente com sua caminhonete Hilux de placa AZQ-4620 / Curitiba. Ela seguia na BR 116, sentido SP, e voou da pista para a alça de acesso que sai do bairro Jardim Menino Deus (próximo ao Posto Túlio). Ela usava cinto de segurança e sofreu leves escoriações. Estava lúcida e foi atendida pela equipe médica e resgatistas André, Cristiane e Patrick, da Auto Pista Regis Bitencourt. Não ouve congestionamento, apenas trânsito lento no local devido aos curiosos. Ontem, terça-feira (2), pela manhã o enfermeiro, João Gabriel Lopes Berbel de 27 anos, sofreu acidente há menos de 1km desse local, infelizmente ele faleceu horas depois.

Fotos: Cris Fortes

A história de Safira e do seu filho Théo

30 mai
Safira com o tumor

Safira com o tumor

A fêmea Safira sem o tumor, pós operatório

A fêmea Safira sem o tumor, pós operatório

Safira é uma cachorra de rua que morava numa manilha na Rua Luciano Dalagrana no bairro Colônia Maria José, em Quatro Barras. Ela numa e seu filho adolescente na outra manilha (foto). Ambos estavam se recuperando de sarna.
Soube através de uma amiga, que também apoia a causa animal,a real situação de mãe e filho. A Sandra Richeter, alimentava-os diariamente, porém não podia recolhe-los porque tem pitbulls em sua residência e um quintal de pouco espaço. Ela temia que pessoas “ignorantes” pudessem envenená-los naquele local. O mais grave de tudo, era que a fêmea, estava com um tumor gigante (câncer de mama) e alguém precisava tomar providências.
Num domingo após trabalhar em Curitiba, retornava para casa e fui avaliar a situação de perto. Fiquei horrorizada e entristecida. O tumor realmente era imenso e a cachorra precisava urgente fazer a cirurgia. Fotografei e voltando para casa, iniciei a campanha para que amigos do face auxiliassem nessa missão.

Com as veterinárias, profissionais competentes, amigas e parceiras na missão animal. As irmãs Paula e Manoela Madaloni

Com as veterinárias, profissionais competentes, amigas e parceiras na missão animal. As irmãs Paula e Manoela Madaloni

Pedi às médicas veterinárias da Clínica Veterinária Campinense (Jardim Paulista), as irmãs Paula e Manoela Madaloni, avaliação e orçamento. Elas entendendo a situação, estipularam um valor mínimo para a remoção do tumor. Na terça-feira (7/4), mãe e filho foram resgatados pelo casal Leonardo e Sandra Richter. Eles estavam imundos, sujinhos e ela principalmente, não poderia ir para a cirurgia naquele estado.

Canil Floquinho, parceiro na Causa Animal.

Canil Floquinho, parceiro na Causa Animal.

Safira tomando o seu primeiro banho na vida.... após ser resgatada pela Ong 4Patas de 4Barras

Safira tomando o seu primeiro banho na vida…. após ser resgatada pela Ong 4Patas de 4Barras

100_1945

Com a minha amiga querida, (irmã de coração) Sandra Richter…que muito nos ajudou no resgate da Safira e do Theo….minutos antes do banho no Floquinho, Canil, Banho & Tosa

E que N.Sra Aparecida continue a nos abençoar nessa missão em prol aos animais abandonados.

E que N.Sra Aparecida continue a nos abençoar nessa missão em prol aos animais abandonados.

O pet Shop – banho e tosa Floquinho, ofereceu o serviço de banho e pré-preparo cirúrgico. Safira e o filho ficaram lindos e cheirosos. Ela foi para a clínica, e ele foi para o nosso espaço, 4Patas de 4Barras. Safira passou dois dias na clínica e a cirurgia foi bem sucedida. Ela também precisava de um espaço limpo e adequado para se recuperar da cirurgia. Foi recepcionada com uma casinha linda só dela, e outra do seu filho., em nossa Ong.Passaram-se quase 60 dias, mãe e filho passam bem. Acabou a sarna, ele ainda permanece com a gravata vermelha que ganhou no Pet Floquinho e ela está engordando e é uma das resgatadas mais brincalhonas e feliz que temos. Ele ganhou o nome de Théo. A madrinha de nossa Ong, dra Regina Portes sugeriu e gostamos.

Théo nosso mascote peralta com a gravata vermelha do Pet Banho e Tosa Floquinho

Théo nosso mascote peralta com a gravata vermelha do Pet Banho e Tosa Floquinho

Théo é um encanto, enquanto a mãe brinca, deita e rola na grama, na areia e saltita com os demais animais, ele fica procurando ossinho, gravetos, pedaços de tijolo e pedrinhas para lotar sua casinha. Os inúmeros brinquedos que ganhou da dinda não são suficientes, rouba as tigelinhas dos cães vizinhos, e as cobertinhas também…..e assim estão tendo uma vida descente. De respeito, cuidados, alimento, hospedagem, qualidade de vida, quesitos necessários que temos

Antiga moradia de mão e filho

Antiga moradia de mão e filho

Atul residência..uma para a Safira e outra do Theo.

Atul residência..uma para a Safira e outra do Theo.

para manter nossos mascotes.

Câmara de Quatro Barras na mira do Ministério Público

28 mai

Virou um Oba Oba as diárias para viagens, que cobrem despesas de “cursos”. Vereador se elege somente com ensino fundamental e podem tornar-se doutor ou mestre devido a tantos “cursos” para aprimoramento.

O pagamento de diárias para viagens é a grande estratégia para políticos viajarem ás custas do dinheiro público e em muitos casos apenas ganharem dinheiro, pois recebem as diárias e em alguns municípios sequer viajam. São muito grandes as verbas para pagamento de diárias para ir geralmente para cidades próximas.
Em muitas cidades, ao longo dos anos, estouraram vários escândalos referentes ao uso indevido de pagamento para diárias, quando certamente mediante acordos, pagamento de propinas, os políticos conseguiriam notas altas de viagens, como estadias em hotéis, passagem de avião, pagamento de restaurantes.
Várias Câmaras Municipais despendem milhares de reais em pagamento de diárias para vereadores viajarem para Brasília, Foz do Iguaçu e Joinville que são as preferidas. Há tambpem os que viajam para o litoral nordestino para fazerem “cursos”.
Escandalosas são as viagens de vereadores, geralmente para Foz do Iguaçu, onde com a desculpa de participarem de cursos, fazem deliciosas compras no Paraguai, perfumes, roupas, calçados e acessórios além de presentinhos para a família. Sem justificativa plausível, gastam grandes verbas dos pequenos orçamentos municipais, para essas viagens que não passam de turismo. Onde participam de simpósios e congressos, gastando dinheiro dos cofres, quando muitos problemas da comunidade ficam sem solução.
Indiscutível que há abusos das verbas de diárias. Recursos que poderiam ser investidos em educação, saúde e obras públicas são direcionados ao bolso do parlamentar que usa a verba pública sem qualquer controle de gastos e limites.
$$$$$$ Precisa de dinheiro? Inventa uma viagem, pega o dinheiro e embolsa a sobra, já que na maioria das vezes os valores pagos pela diária são bem compensadores.
E o povo?? Bem. O povo que se dane!!!

Tabela dos gastos com diárias recebidas em 2014 pelos vereadores e servidores comissionados da Câmara de Quatro Barras

Tabela dos gastos com diárias recebidas em 2014 pelos vereadores e servidores comissionados da Câmara de Quatro Barras

diárias 2014 b

Em 2015 a “Farra das Diárias” continua. A Câmara gastou de janeiro a maio

o valor de R$ 199.391,23 em diárias de viagens

TABELA COMISSIONADOS E VEREADORES DIÁRIO

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 30 outros seguidores